NOTÍCIAS
  • Compartilhar:
05/12/2017

Projeto Academia de Líderes da Aprosoja/MS leva turma para aulas na Capital Federal

"A Academia de Líderes foi, sem sombra de dúvidas, muito importante, um divisor de águas na minha vida", compartilha o engenheiro mecânico Eduardo Loeff, de 26 anos, que mora em Chapadão do Sul e é filho de produtores rurais. Eduardo e outras 18 pessoas visitaram Brasília nos dias 29 e 30 para o quarto e último módulo do projeto da Aprosoja/MS (Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul) que prepara jovens sul-mato-grossenses para se tornarem líderes no agronegócio. Para o presidente da Aprosoja/MS, Christiano Bortolotto, a visão global oferecida na Academia tornam o curso uma ferramenta muito relevante. “Nós precisamos, de uma vez por todas, ampliar o nível de conhecimento das pessoas, inclusive sobre como funciona o ordenamento legal, para que a gente possa produzir de maneira mais assertiva lá na ponta da cadeia produtiva”, afirma. “Tudo o que é decido em Brasília afeta nossa produção local. No entanto, não adianta estarmos lá na ponta, produzindo, mas reclamando do que tá sendo feito aqui se não estamos atuando para poder mudar aquilo que estão fazendo”, completa o presidente. Gente jovem “Portanto, se você não conhece como as coisas funcionam, não tem nem como começar o processo de mudança. Esse processo exige atuação e a renovação é extremamente importante. Por isso, buscamos inserir pessoas que estão começando a se envolver, saindo de seus próprios negócios e partindo para o coletivo”, finaliza. Em novembro a iniciativa forma sua primeira turma que, com a ajuda de especialistas, desde agosto capacita os alunos em diversos assuntos para atuarem na agropecuária regional, promovendo aulas de oratória, líder coach, gestão de propriedade, sucessão familiar, cultura organizacional, política agrícola e análise do mercado de soja e milho. Os participantes ainda conheceram in loco a estrutura do Governo do Estado, a Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), a Assembleia Legislativa e a OCB/MS (Organização das Cooperativa Brasileiras). Em Brasília Já nesta semana a turma esteve em Brasília, onde visitou o Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) e o Congresso Nacional. No Mapa, foram recebidos pelo ministro Blairo Maggi, que enalteceu a importância da formação de novos líderes e o papel de destaque de Mato Grosso do Sul para a produção agrícola do Brasil. “É uma grande satisfação ver uma turma composta por maioria jovem. Precisamos dessa força atuando nas diversas frentes do setor, gente capacitada para contribuir com o crescimento do país”, afirmou. No Ministério, representantes de secretarias que gerenciam assuntos como as relações internacionais do agronegócio brasileiro, sustentabilidade, vigilância agropecuária, saúde animal e sanidade vegetal, entre outros, apresentaram aos alunos dados do agro nacional e confirmaram a importância do setor para a economia do país. Ainda no dia 29, a turma visitou o Sistema CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária), composto pela confederação, que representa os produtores rurais brasileiros; o Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), que atua como um instrumento para Formação Profissional Rural e Promoção Social e qualidade de vida de homens e mulheres do campo, e o Instituto CNA, que desenvolve estudos e pesquisas na área social e no agronegócio. No dia 30 os participantes conheceram o Instituto Pensar Agro, que realiza acompanhamento técnico para atender demandas parlamentares sobre o agronegócio. No mesmo prédio fica a sede da Aprosoja Brasil e a FPA (Frente Parlamentar da Agropecuária), que é onde os parlamentares da base rural se reúnem semanalmente para discutir projetos para o desenvolvimento do agronegócio do Brasil. No mesmo dia foi realizado um tour pelo Congresso Nacional, passando pelo Senado e Câmara dos Deputados com o objetivo de conhecer os bastidores e a construção do poder político na Capital Federal. No final do dia, a turma visitou o gabinete do senador por MS, Waldemir Moka, que prontamente recebeu os participantes. O encerramento da primeira edição do projeto ocorre no próximo dia 07 de dezembro, quando os alunos recebem, em cerimônia simbólica na sede da Aprosoja/MS, os certificados de conclusão do curso.

  • Compartilhar: