NOTÍCIAS
  • Compartilhar:
05/06/2018

MS tem vacinação da aftosa prorrogada

Devido a paralisação dos caminhoneiros e o período de cheia da região do Pantanal, o setor produtivo precisa de um prazo estendido para vacinação do rebanho. Diante destes motivos, o Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS solicitou a prorrogação do calendário de vacinação contra a Febre Aftosa em Mato Grosso do Sul, que foi atendida pelo Governo de MS, nessa terça-feira (29), em Campo Grande.

Após assinatura que confirma a ampliação do prazo, o presidente do Sistema Famasul, Mauricio Saito, afirmou que a prorrogação permite a excelência na vacinação. “Mato Grosso do Sul tem uma carne de qualidade reconhecida no mundo inteiro por ter como característica a disciplina, quando o assunto é questão sanitária. Diante deste atual cenário, não pode ser deixada de lado, pois as duas milhões de doses precisam chegar ao produtor rural para conseguirmos, assim, imunizar o rebanho bovino sul-mato-grossense em sua totalidade”, explica.

Com a portaria, o setor terá mais 15 dias para regularizar a vacinação. “Estamos em um momento turbulento que provoca transtornos na logística. A ampliação do prazo permite que os produtores tenham maior tempo para fazer a regularização do seu rebanho. O reforço vacinal dá tranquilidade para os órgãos de controle”, afirmou Reinaldo Azambuja.

O documento de prorrogação do calendário de vacinação foi assinado pelo diretor-presidente da Iagro, Luciano Chiochetta. “Temos hoje mais de 5 milhões de doses e precisamos de mais 2 milhões para fechar a campanha e organizar o sistema de vacinação de modo adequado”.

O superintendente da Superintendência Federal da Agricultura em MS, Celso Martins, ressaltou o objetivo da campanha. “Estamos em um momento difícil e o objetivo dos órgãos é atingir a plenitude da cobertura vacinal de 99% do território estadual”.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sistema Famasul

  • Compartilhar: